Resenha Gaian - o Reinício / Momentos da Fogui - Adriana Fogaça




Resenhista: Adriana Foguaça

Momentos da Fogui nas Redes Sociais:

Resenha:
"Estou a horas tentando encontrar as palavras para descrever muito sentimentos que estão em conflitos dentro de mim, sentimentos estes despertados com o fim da leitura de Gaian. Muitas palavras me vem a mente como: maravilhoso, fantástico, inovador, impressionante, surpreendente, e muitas outras que não posso mencionar porque são improprias para este texto.

Não me leve a mal, mas estou me sentindo desvirginada, sei que é uma palavra forte, mas é a única que encontrei para descrever meu sentimento. Nunca havia lido um épico desta magnitude, na realidade devo admitir que é o meu primeiro livro de fantasia, se não contando fantasia romântica ou fantasia erótica. 

É tanta informação, mas não se preocupe, o autor foi detalhista e preciso, houve momentos que me imaginei dentro das batalhas observando o combate sentindo o cheio de sangue, da terra, da grama molhada. Sério, pirei em alguns momentos, principalmente com Arffek, guerreiro sagrado, que tem conhecimento de magia antiga. Fiquei brigando com o coitado, ele me deixa nervosa, me enlouqueceu, entendo que ele sofreu um grande golpe, que ainda está sofrendo a perda de sua amada, que é um homem amargurado. 

Arffek é um herói que trás muito ódio no coração e tem uma missão a cumprir, foi escolhido para liderar essa jornada, para combater os vilões e não para ficar se remoendo e se deixando levar pelo passado, precisa se concentrar, espero que no próximo livros ele consiga administrar seu ódio e seja mais sábio como Brisrar. 

Brisrar, apesar de não ter todo os poderes de Arffek é uma guerreira sagrada muito sabia e sensata, é obvio que ela pode cometer equívocos, mas guerreira está sempre preocupada com todos e tenta acertar, o momento é difícil, ainda mais quando seu mundo está virado de ponta cabeça, há muitos mistérios, destruições, traições daqueles que menos se espera, reinos sendo ameaçados por forças inacreditáveis, lugares lindos e mágicos que escondem segredos e surpresas.

Ainda temos Ulthigar, filho de um rei bárbaro, que ainda está tentando se encontrar como guerreiro sagrado, ele não tem todo o poder Arffek e nem a sabedoria de Brisrar, mas é um homem de caráter, habilidoso e entrou nessa jornada de coração aberto, sabendo dos ricos e da importância, mas desejando um dia voltar para seu reino, para sua família.

Depois de tudo fica uma pergunta no ar: o que aconteceu com Heim? 

Gaian é espetacular, tem todos ingredientes para se tornar uma grande história, tem um enredo leve e poético, texto descritivo sem ser massante, pelo contrario nos abre os olhos para lugares e suas belezas e odores. A jornada está apenas começando, espero com muita ansiedade o próximo volume, sei que o autor já começou a escrever, por falar no Cláudio, precisaria de outra resenha para descrever a figura que ele é, mas posso deixar claro meu carinho e respeito por esse autor que está sempre atento ao seus leitores e disposto a uma boa conversa. 

RECOMENDADÍSSIMO!!!"

Link da Resenha

Nenhum comentário:

Postar um comentário